Cultura nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos

« Voltar

Calero inaugura a exposição Magia do Sorriso no Golfo do México

29.07.2016 - 17:10   

"Temos que recordar que as Olimpíadas são as competições esportivas e também cultura", Marcelo Calero (Foto: Janine Moraes / Ascom MinC)
 
Conhecidas como "caritas sonrientes", as figuras de cerâmica com seus singulares sorrisos se destacam na programação cultural do Museu Histórico Nacional, no Rio de Janeiro, durante as Olimpíadas Rio 2016. O ministro da Cultura, Marcelo Calero, esteve presente na inauguração da exposição Magia do Sorriso no Golfo do México, na noite de quinta-feira (28), e exaltou o poder do "softpower" e da diplomacia cultural no contexto dos jogos.
 
 "Temos que recordar que as Olimpíadas são as competições esportivas e também cultura. É uma grande oportunidade de mostrar e fortalecer a cultura nacional entre os visitantes, sendo capaz de criar uma rede de percepção favorável que permite a valorização do seu país perante o mundo", pontuou.
 
Inédita no Brasil, a mostra é composta por um acervo de 114 itens, sendo quatro deles esculturas duplas, totalizando 118 objetos. São esculturas de cerâmica encontradas em sítios arqueológicos na região de Remojadas, atual estado de Veracruz, no México.
 As esculturas são denominadas "sorridentes" (caritas sonrientes) por estamparem sorrisos abertos em rostos delineados. As figuras são testemunhas materiais, em cerâmica, da maneira como viviam os habitantes da região durante o período Clássico. São homens ou mulheres de rostos sorridentes, muitas vezes segurando instrumentos musicais como flautas, apitos e ocarinas. De algumas delas, restam apenas as cabeças sorridentes.
 
"As caritas que sorriem são distintas. Essa exposição é a mais expoente, pois mostra a nossa cultura arraigada, o que está por baixo da nossa pele. Por isso as atividades dos museus são muito importantes, já que eles preservam o que há de mais precioso de um povo: a sua cultura. É a memória coletiva de uma nação", declarou a Embaixadora do México no Brasil, Beatriz Peredes, ao elogiar a parceria com o Museu Histórico Nacional - uma das instituições administradas pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), vinculado ao Ministério da Cultura. 
A exposição só foi possível pela atuação da Embaixada do México no Brasil, que fez a interlocução da parceria entre o Instituto Brasileiro e Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) do México.

Casa México

Exposição Magia do Sorriso no Golfo do México é composta por um acervo de 114 itens (Foto: Janine Moraes / Ascom MinC)
 
Além dos esportes, durante as Olimpíadas do Rio, acontece o encontro entre as culturas de Brasil e México. Pontes entre os países serão construídas durante o período na Casa México, instalada no Museu Histórico Nacional. 
 
Os dois países são os únicos da América Latina a receber os jogos. Em 1968, a Cidade do México foi sede e, neste ano, as Olimpíadas acontecem no Rio de Janeiro. Para o diretor do Museu, Paulo Knauss, receber a Casa México é motivo de comemoração para a instituição.
 
"Nossa ideia é criar, no contexto das Olimpíadas, um marco de referência histórica na presença latino-americana nos Jogos. A programação proporciona a conexão mexicano-brasileira, mostrando a contribuição latino-americana para o espírito olímpico, além do nosso compromisso com a união do povos, o esporte e a cultura". 
 
O espaço temático receberá o público, de 6 a 22 de agosto, para conhecer mais do Brasil com exposições, promoção turística, mostras de artesanato mexicano, conferências de imprensa e transmissões dos Jogos Olímpicos em tempo real.
 
Também estão programadas as mostras México 68-Rio 2016, que abordará o ambiente gráfico que constitui a marca das duas Olimpíadas e Frida e Eu, que se dirige ao público infantil de 5 a 10 anos para promover a compreensão da linguagem da arte moderna por meio da vida e obra da artista mexicana Frida Kahlo. 
 
Outros Museus do Ibram estão com programação de exposições abertas durante as Olimpíadas Rio 2016. Confira as atrações da cidade aqui.
 
 
Lara Aliano
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura