O Dia do Ministro

« Voltar

Novo Hamburgo incrementa ações para criar Polo Audiovisual

04.10.2018 - 20:05   
O secretário de Cultura de Novo Hamburgo, Ralfe Cardoso, o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, e o chefe de gabinete de Novo Hamburgo, Raizer Ferreira, debatem sobre o projeto Novo Hamburgo Polo Audiovisual (Foto: Clara Angeleas / Ascom MinC)
 
 
O setor audiovisual ganha um novo aliado no Sul do País. A cidade de Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul, foi contemplada pela chamada pública de Coinvestimentos Regionais nº 01/2018, da Agência Nacional do Cinema (Ancine). A proposta apresentada pela prefeitura foi aprovada por unanimidade pela Diretoria Colegiada da Ancine, no último dia 2. Pela proposta de parceria, o Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) irá investir R$ 5.650.000,00 na cidade, enquanto a prefeitura terá uma contrapartida de R$ 1.450.000,00 – totalizando R$ 7,1 milhões de investimento no audiovisual.
 
O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, recebeu o secretário de Cultura de Novo Hamburgo, Ralfe Cardoso, e o chefe de gabinete local, Raizer Ferreira, nesta quarta-feira (2). Sá Leitão foi convidado para visitar a cidade e conhecer o projeto Novo Hamburgo Polo Audiovisual, que será incrementado a partir da parceria com o Ministério da Cultura (MinC), por meio da Ancine. "O projeto está sendo desenhado a partir de uma série de iniciativas e políticas voltadas ao fomento do setor audiovisual enquanto nova matriz econômica para o município", explicou Ralfe Cardoso.
 
Segundo o secretário, as ações voltadas ao audiovisual foram estruturadas em eixos que trabalham da formação de público ao fomento. No próximo ano letivo, por exemplo, 21 escolas municipais receberão equipamentos para a formação de alunos no tema. O município ainda prevê, também para o primeiro semestre de 2019, a inauguração do Centro de Inovação Tecnológica de Novo Hamburgo, que contará com espaço voltado ao desenvolvimento do audiovisual.
 
Para reforçar o cenário de efervescência cultural da cidade, os recursos do FSA poderão ser aplicados em desenvolvimento de projetos, produção e comercialização de obras audiovisuais, produção de jogos eletrônicos, produção de festivais e ações de capacitação.

Coinvestimentos Regionais

A chamada pública Coinvestimentos Regionais se propõe a investir recursos, em caráter complementar, em ações de fomento propostas por órgãos e entidades da administração pública direta ou indireta estadual, municipal e do Distrito Federal, e serve como importante propulsor de desenvolvimento do setor audiovisual local.
 
Esta é a quinta edição da linha, que traz uma importante novidade este ano: a proporção de investimento do FSA aumentou. Para os órgãos e entidades das Regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, o FSA complementa até cinco vezes os valores aportados. No caso dos órgãos e entidades da Região Sul e dos Estados de Minas Gerais e do Espírito Santo, a proporção é de até quatro vezes e para os Estados do Rio de Janeiro e São Paulo, até três vezes. Destaca-se ainda que no caso de municípios que não sejam capitais das Unidades da Federação, a proporção pode ser incrementada em até uma vez.
 
Atualmente, o valor de recursos disponíveis para a chamada nº 01/2018 é de R$ 133,6 milhões, saldo suficiente para contemplar todas as propostas inscritas até o momento que se enquadrem nas exigências. Na totalidade dessa Linha, foram apresentadas até o momento propostas de parceria com mais de 38 órgãos e entidades locais, mobilizando mais de R$ 422 milhões em recursos para projetos audiovisuais de diferentes tipologias, gêneros e formatos.
 
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura