Notícias

« Voltar

Encontro de baterias festeja Réveillon estendido no Rio

 

 

 

05.01.2018 - 16:30   
 
 
Um encontro de baterias das 13 escolas do Grupo Especial vai encerrar, neste sábado, a festa de Réveillon do Rio, primeiro evento do calendário Rio de Janeiro a Janeiro. As baterias sairão de diferentes pontos da capital fluminense e desfilarão pela cidade, culminando com a reunião, em Copacabana, de cerca de mil ritmistas. O "Encontro do Samba" ainda contará com apresentações de sambistas consagrados. A proposta é estender a permanência dos turistas no Rio de Janeiro, contribuindo para a movimentação da economia da cidade.
 
Segundo pesquisa da Fundação Getúlio Vargas (FGV), encomendada pelo Ministério da Cultura (MinC), 707 mil turistas passaram pela cidade na festa da virada do ano. "O Réveillon foi o pontapé inicial do Rio de Janeiro a Janeiro, que trouxe um conceito diferente: temos uma semana de eventos", explicou o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão. "A ideia é tentar estender a permanência dos turistas na cidade e com isso aumentar o volume de gastos e, portanto, a receita geral da cidade com o turismo", completou.
 
Nesta edição, o Réveillon injetou R$ 1,94 bilhão na economia, incluindo os gastos dos turistas e os investimentos na organização da festa. Promovido pela prefeitura municipal, o Réveillon teve apoio do governo federal, como uma das ações do calendário Rio de Janeiro a Janeiro. A Caixa Econômica Federal destinou R$ 5 bilhões para o evento e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), R$ 2 bilhões.
 
Estudo da FGV aponta que um aumento de 20% no fluxo de turistas no Rio de Janeiro traz impacto de R$ 6,1 bilhões na economia do estado e gera 170 mil novos postos de emprego. As atividades criativas respondem por 3,9% do Produto Interno Bruto (PIB) fluminense e o turismo, por 4%.

Rio de Janeiro a Janeiro

Coordenado pelo Ministério da Cultura em parceria com outros ministérios (Desenvolvimento Social, do Turismo e do Esporte), governos do estado e do município, iniciativa privada, empresas estatais e sistema "S", o programa Rio de Janeiro a Janeiro visa contribuir para a revitalização econômica do estado do Rio em 2018. O objetivo é criar oportunidades de emprego e renda no Rio de Janeiro, considerando sua vocação para as atividades criativas e o turismo. O segundo evento do calendário do Programa é a Corrida de São Sebastião, que será realizada no dia 20 de janeiro.
 
Outros 93 eventos já foram selecionados para o calendário – todos tradicionalmente conhecidos por seu alto potencial de geração de emprego e renda nas áreas de economia criativa, turismo, esporte e negócios. Ainda se inscreveram para entrar no calendário do Rio de Janeiro a Janeiro 678 projetos de eventos. Os selecionados serão divulgados até o fim de janeiro. Eles poderão ter patrocínio das estatais e usar as leis de incentivo ao esporte e à cultura para serem executados. Serão disponibilizados R$ 1 bilhão de todos os apoiadores que fazem parte do Programa, sendo R$ 150 milhões do governo federal. Outros R$ 50 milhões serão aplicados na divulgação do programa.
 
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura